quarta-feira, 20 de maio de 2015

Projeto RELATOS - "Você vai passear?" por Viviane Carvalho

Foto da Viviane Carvalho no dia da Festa da Interação em B.H. no Instituto São Rafael. Ela está de frente para nós, encostada em uma meia parede, que da metade para cima é fechada com tela. Através da tela, visualiza-se a quadra de futebol aberta e acima o céu à noite. A Vivi tem a pele clara com aspecto acetinado, o rosto arredondado, cabelos longos castanhos escuros um pouco ondulados, quase na altura da cintura, sobrancelhas mais claras que os cabelos, olhos redondos, nariz delicado levemente arrebitado, lábios carnudos rosados que emolduram os dentes claros e o sorriso. O vestido escuro tem decote em V transpassado que valoriza seu corpo, tem a cintura marcada e saia toda plissada. No braço esquerdo, Vivi usa uma pulseira Neon verde.

Você vai passear?

Olá. Meu nome é Viviane e tenho 27 anos. Trabalho em 2 empregos como massoterapeuta. Enfrento algumas dificuldades pra chegar no trabalho. Não trabalho perto de casa porque muitas  empresas da região onde moro não cumprem a lei de cotas. Então levo duas horas pra chegar no serviço. Moro em Franco da Rocha. Pego um ônibus até o centro da cidade, e depois entro em um trem super lotado onde ninguém respeita o próximo. E ainda tenho que ouvir perguntas do tipo, vc vai passear? Dificilmente alguém pergunta se vou trabalhar. Muitos acham que pessoas com deficiência não tem vida social e muito menos saem de casa pra batalhar como todos. Enfrento um preconceito por causa da minha profissão. Eu especifico que sou massoterapeuta porque se eu digo que sou massagista alguns pensam que faço outro tipo de serviço. Minha profissão é super cansativa. Eu trabalho em um laboratório de manhã e a tarde trabalho em uma livraria. E a noite volto pra casa novamente em um trem lotado. Às vezes eu sento mas já fui em pé até a estação onde moro. Mas já acostumei com a rotina. Faz 8 anos que faço essa correria todos os dias. Acho que é isso. Posso dizer que sou muito feliz e mesmo trabalhando muito adoro sair no fim de semana. Independente de trabalhar muito é bom sair pra fugir do estresse.