terça-feira, 14 de março de 2017

Eu podia tá latindo...

Local: à beira de um lago em dia nublado, próximo a margem arbustos e árvores. Um homem​​ agachado em frente a uma churrasqueira repleta de espetos enfileirados​, em cada espeto,​suculentos pedaços duplos de carn​e. À esquerda do homem, um cãozinho ​magrelo ​em pé, apoiado só pelas patas traseiras, no chão de terra e grama rala; as patinhas dianteiras​ estão soltas​ em frente à barriguinha,o ​cãozinho ​está com olhar fixo nas carnes assando. No topo lê-se: Eu podia tá latindo, tá mordendo, tá comendo sandálias...mas véio; e no rodapé: ...na omildade tô pedindo...dois pedaços de picanha bem passada.​ obs: para sigilo de identificação, o rosto do homem está desfocado.
Local: à beira de um lago em dia nublado, próximo a margem arbustos e árvores. Um homem​​ agachado em frente a uma churrasqueira repleta de espetos enfileirados​, em cada espeto,​suculentos pedaços duplos de carn​e. À esquerda do homem, um cãozinho ​magrelo ​em pé, apoiado só pelas patas traseiras, no chão de terra e grama rala; as patinhas dianteiras​ estão soltas​ em frente à barriguinha,o ​cãozinho ​está com olhar fixo nas carnes assando. No topo lê-se: Eu podia tá latindo, tá mordendo, tá comendo sandálias...mas véio; e no rodapé: ...na omildade tô pedindo...dois pedaços de picanha bem passada.​ obs: para sigilo de identificação, o rosto do homem está desfocado.